OBRIGATÓRIOS


Em todas as famílias existe uma personagem de relevo, em todas as ninhadas existe um bebé que se tornará o chefe de família; na nossa família, o líder é, decididamente, o spaghetto quadrado: uma história conturbada que se conclui com um final feliz.


Nasce da tradição de Abruzzo-Molise, é feito em casa com um equipamento especial que parece quase uma guitarra ou violino. De preferência, é feito com ovo e o nome que o identifica é Spaghetto alla Chitarra. O nosso estava na gama de Os regionais, juntamente com outras delícias típicas locais onde tinha pouca visibilidade e não subia nas vendas. Como em todas as histórias fascinantes que admiramos, também aqui entra em cena o pigmaleão, que com grande instinto e um pouco de ousadia, compreende o valor escondido aos olhos dos outros e elabora um plano de ação.

Neste caso, a mente iluminada pertence ao Diretor Geral: o primeiro provador e censor dos nossos produtos. Tem desde sempre uma lista de hits, em que no primeiro lugar consta o spaghetto alla chitarra, muito promissor, mas com um baixo desempenho em termos de vendas. E este destino infeliz não é possível aceitar. Chega-se, assim, ao ponto de viragem, ou seja, o momento mágico e rarefeito, capaz de imprimir um novo percurso na história e nas personagens. Para nós foi o dia em que o Diretor Geral numa reunião nos comunica que está a pensar dar uma segunda vida ao spaghetto alla chitarra.

Está convencido de que se for transferido para a linha principal, se o nome perder a conotação puramente territorial, muito pitoresca, mas pouco apelativa para as vendas, se o setor de pesquisa e desenvolvimento tiver a capacidade de lhe dar personalidade, então este formato será capaz de romper as barreiras e emergir, como um talento natural, ficando marcado na mente e coração dos consumidores.

A máquina começa a movimentar-se em busca do alinhamento entre os setores: a trefilagem é modificada. Agora o esparguete está perfeitamente quadrado, tem um corte de 2x2, o laboratório de qualidade realiza inúmeros testes e, durante meses, a empresa vê-se envolvida em mil provas cegas para testar o formato. O trade marketing ocupa-se do registo do nome que parece tão estranho ao início, mas o marketing descobre como se pode comunicá-lo ao mundo. Os comerciais trabalham para dar-lhe espaço nas prateleiras.

Promoções em loja, distribuição de amostras durante os eventos, degustações temáticas, patrocínios técnicos, lançamento em contextos oficiais: durante seis meses o formato está sob os holofotes. É planificada uma comunicação nas principais frentes para contar seis motivos por que se deverá apaixonar pelo formato quadrado. Depois, o lançamento na web e nas redes sociais, em que se dá início a um concurso que apresenta centenas de receitas, opiniões positivas espontâneas e um e-book totalmente dedicado ao formato da nossa gama com maior sucesso. Nasce a ideia da «cofana», um chapéu de massa, totalmente realizado com o spaghetto quadrado, que dá a volta ao mundo. É engraçado, alegre, inocente!

Quando decidimos realizar um anúncio de 30', o spaghetto quadrato já era um culto. O anúncio, que foi primeiro protagonista de uma campanha web e depois expandiu-se para as principais plataformas televisivas, tem um storytelling simpático e de impacto que poderá obter bom feedback tanto na web, nas redes sociais como na televisão. As vendas dão-nos razão, o spaghetto quadrato é o 7.º formato mais vendido em Itália e a comunicação foi certeira.

Agora, para fechar a história com uma verdadeira chave de ouro, seria interessante se o spaghetto quadrato criasse uma família!